(11) 3673-9806 • (11) 3864-8237

CORPO

Assim como a do rosto, a pele do corpo também inspira cuidados. É preciso amenizar manchas, flacidez e outros problemas,como a celulite. Mais uma vez, a tecnologia vem a nosso favor. Atualmente, há aparelhos avançados, inclusive que trabalham corpo e rosto em frequências diferentes e que têm resultados muito satisfatórios. Conheça os principais

Celulite

A celulite acomete principalmente mulheres por conta de alterações hormonais. Excesso de peso, fatores genéticos, vida sedentária, alimentação pobre em fibras e rica em gordura também aumentam a probabilidade de a celulite aparecer.  É mais comum nas coxas, quadris e nádegas. O problema apresenta diferentes graus e, por isso, o tratamento varia de acordo com cada caso.
•  Ondas acústicas
Este aparelho age através de choques mecânicos que destróem as estruturas da celulite, principalmente aquelas com “furinhos” visíveis. São recomendadas de 6 a 10 sessões, de uma a duas vezes por semana. É praticamente indolor e não impede exposição solar. A mesma tecnologia consegue também um levantamento das regiões como a dos glúteos.
•  Subcisão 
É uma técnica cirúrgica feita em consultório e indicada para celulite de grau avançado. Trata as grandes depressões causadas pela celulite por meio de pequenas incisões com uma agulha especial e movimentos circulares, rompendo o tecido fibroso. Uma sessão é suficiente para amenizar o problema.
• Radiofrequência
É um tratamento clássico para redução de celulite. Os aparelhos trabalham com radiofrequências mono ou tripolar que diminuem as células de gordura e melhoram a flacidez e os nódulos da celulite. É indolor e não deixa marcas, podendo ser feito no verão.

Flacidez

Com o passar dos anos, a pele e os músculos perdem tonicidade e elasticidade, levando a flacidez. E embora o envelhecimento seja o principal causador da flacidez, não é o único. Existem outros fatores que podem prejudicar a musculatura e a estrutura da pele. Exposição ao sol, alimentação e tabagismo são alguns deles. Praticar exercícios físicos, usar protetor e se alimentar de maneira equilibrada ajudam a prevenir e combater a flacidez. Para tratá-la as principais técnicas são:
•Radiofrequência monopolar
Trata-se de um aparelho que funciona por meio de um sistema de resfriamento (cooling) que direciona as ondas para as células de gordura. Portanto, além de reduzir medidas, a técnica estimula o colágeno, melhorando a flacidez e textura da região da pele. São recomendadas quatro sessões, uma por semana.

Gordura localizada

Mesmo quem não está tão acima do peso, pode acumular gorduras em determinadas áreas do corpo. Abdômen, flancos, culotes são as regiões mais comuns. Praticar exercícios físicos e manter uma dieta equilibrada ajudam a diminuir esta gordura “estocada” no corpo. Mas alguns tratamentos ajudam a diminuir o problema:
• Radiofrequência seletiva
Este aparelho combate a gordura localizada do abdômen, flancos, dorso, culote, braços e coxas. A técnica não entra em contato com a pele. É feita\ através de um campo eletromagnético criado por radiofrequência seletiva que leva as células de gordura a apoptose (morte natural). Não impede exposição solar e é praticamente indolor. São recomendadas de 4 a 6 sessões, uma vez por semana. Os resultados, que podem alcançar até 40% de perda, são visíveis após 30 dias da última sessão. Pode ser associado a ondas acústicas ou radiofrequência monopolar para aumentar o resultado.
• Ultrassom focado
Consagrado nos Estados Unidos, trata a gordura localizada pelo calor de forma definitiva.  A tecnologia usada é o ultrassom focado e profundo que penetra até a camada gordurosa e quebra as células de gordura. Isto quer dizer que os resultados alcançados com o aparelho são duradouros, já que causa morte por meio de apoptose (morte natural).  É ideal para tratar áreas pequenas, como a papada. A sessão é única e dura  10 minutos, mas é ligeiramente dolorosa. O resultado se completa em 90 dias.