(11) 3673-9806 • (11) 3864-8237

Que a pele envelhece todo mundo sabe. O que pouco se fala é que o cabelo também envelhece, ele não é o mesmo durante toda a vida.  Quando falamos sobre o envelhecimento dos fios, não estamos falando somente de cabelo branco, e sim da espessura e da quantidade/densidade.

Desde criança os fios apresentam um progressivo espessamento e ficam mais grossos. Este processo ocorre até os 35 anos, quando eles começam a fazer o caminho inverso e ficar mais finos e menos pigmentados. Já a quantidade de fios também diminui, pois alguns folículos progressivamente deixam de funcionar e produzir o fio de cabelo. O resultado é o cabelo mais ralo, e o couro cabeludo mais visível.

O embranquecimento dos cabelos também é resultado desse processo de envelhecimento. A exaustão folicular e a ação de radicais livres, que gera danos cumulativos e estresse oxidativo, são as principais causas de os fios ficarem brancos. Mas existem também situações patológicas que podem levar a esse embranquecimento por mecanismo autoimune. Um exemplo são as doenças da pigmentação, sendo o vitiligo a mais conhecida. Geralmente, ele acomete mechas isoladas do couro cabeludo ou pelos de sobrancelhas, cílios e corpo.

Da mesma forma que o envelhecimento da pele, o envelhecimento capilar também ocorre de forma diferente em cada pessoa. Marque uma consulta e saiba quais são os produtos ideais para seu tipo de cabelo, para que ele se mantenha saudável.